Blog



Seu próprio corpo prejudica sua postura

Não é só a má postura ao sentar, ao usar o computador, dormir, assistir televisão que prejudicam a sua coluna e geram dores nas costas. O corpo humano é uma balança, se algo pesa de um lado, há músculos e articulações sendo sobrecarregados do outro.

Sobrepeso

A sobrecarga causada pelo excesso de peso pode causar sérios problemas de coluna, estar com o Índice de Massa Corporal (IMC) elevado, agravado a existência de uma barriga saliente, faz com que o indivíduo desloque o centro de gravidade da coluna para frente, desequilibrando a estrutura corporal e causando constantes dores nas costas. O disco intervertebral fica desgastado e pode causar a famosa hérnia de disco. Sendo obrigatória a perda de peso como parte do tratamento para o fim das dores. O excesso de peso ainda pode ser mais prejudicial quando os músculos do abdômen estão fracos, pois essa classe de músculos precisa estar sempre forte para estabilizar e manter o alinhamento da coluna. A prática de exercícios físicos é necessária a todos, não só para os que precisam emagrecer. Quem está acima do peso deve procurar um profissional que oriente os exercícios que devam ser adequados à realidade de cada pessoa.

Tamanho dos seios

Outro problema associado à dor nas costas para o caso das mulheres são os seios grandes. Muitas querem ter peitos maiores e não sabem que também existem desvantagens, pois o aumento do tamanho dos seios como implante de próteses de silicone pode influenciar na postura, provocando sérias dores nas costas sem nenhum outro fator desencadeante. O corpo muitas vezes não está preparado para suportar o acréscimo de peso dos seios. O peso da parte da frente é suportado pela coluna que acaba cedendo à pressão e alterando a postura. A postura arqueada é provocada pela tensão física, os ombros caem para frente e os seios para traz. Seja devido à genética, a vaidade ou a chegada da gravidez (aumentam bastante o tamanho com o leite produzido), os seios grandes podem fazer com que as mulheres adotem uma postura inapropriada para que o corpo consiga suportar o peso causado pelo tamanho dos seus seios. É preciso procurar a ajuda de um profissional antes que problemas mais sérios de coluna se desenvolvam e se instalem, necessitando de tratamento em tempo integral. Somente um profissional especializado pode avaliar se o tamanho dos seus seios precisa de cirurgia redutora das mamas ou se o uso de sutiãs grandes e fortes, com alças anatômicas pode suportar o peso sem que precise adotar posturas erradas. Fazer exercícios que fortalecem a musculatura das costas associados a alongamentos dos músculos, principalmente os peitorais ajudam bastante a suportar o peso dos seios e corrigir a postura.

Visão e Postura

Problemas com a visão podem também afetar diretamente a postura. O sistema visual é responsável por manter o equilíbrio do corpo, assim qualquer alteração visual não tratada pode afetar a postura. A mais comum é a hiperlordose cervical (projeção do corpo para frente), pessoas com esse problema esforçam-se para lançar o olhar mais adiante e o corpo compensa fazendo uma cifose torácica (corcunda) com o objetivo de manter o equilíbrio. Outro caso é de pessoas que possuem problemas de visão para ler e encurvam as costas de maneira a aproximar do texto a ser lido ou do objeto a ser observado utilizando-se de uma postura inadequada. Por isso, caso perceba-se que há algum problema relacionado à visão juntamente a dor nas costas deve-se procurar um oftalmologista para tratar a causa do problema.

As estatísticas apontam que 85% da população do mundo já teve ou terá algum tipo de dor nas costas, sendo em maior probabilidade para faixa etária de 30 a 50 anos. Pessoas que fazem parte deste grupo são mais exigidas socialmente e profissionalmente, diminuindo o tempo dedicado à prática de exercícios, alongamentos, cuidados médicos, além do ganho de peso repentino se tornar fato mais comum.

Endereço
  • Rua Inspetor Jaime Caldeiras, 1073, Betim - MG - CEP: 32600-286

  • (31) 3531-2948

  • | (31) 98417-2204 - Whatsapp

LOCALIZAÇÃO